O Que Aconteceu no Fim da Série Dark?

série Dark

Se você está lendo isso, provavelmente é porque acabou de maratonar na Netflix a série Dark e está se perguntando o que aconteceu naquele mundo, ou melhor, mundos. E naturalmente, um seriado tão complexo quanto à série Dark também deve ter um final complicado, desvendando não apenas um universo cheio de linhas de tempo, mas três.

Então, para entender o final da trama, você deve primeiro compreender o que acontece imediatamente antes disso. Portanto, vamos dividir.

No final da terceira temporada da série Dark, sabemos com certeza que Jonas é uma versão jovem de Adam, o vilão horrivelmente desfigurado que manipula seu eu mais jovem e outros residentes de Winden no passado e no futuro em seu mundo (vamos chamá-lo de Universo 1) também como o mundo alternativo (Universo 2).

Qual Era o Plano de Adam?

Adam está empenhado em garantir que os eventos se desenrolem da maneira que ele espera que sejam do seu ponto de vista na linha do tempo e está fazendo isso para que ele possa alcançar seu objetivo de encerrar o ciclo do tempo de uma vez por todas. O vilão acredita que isso exige que ele encontre o momento de origem que deu início a tudo e evite que isso aconteça.

É por isso que ele captura a Martha do Universo 2 (ou seja, quem salva Jonas no final da 2ª Temporada). Por quê? Acontece que Martha 2 engravida de seu breve flerte com Jonas, e o filho resultante acaba se transformando no trio assustador, conhecido como menino, homem e cara idoso, com cicatrizes labiais idênticas que matam assustadoramente certas pessoas na linha do tempo, aparentemente numa tentativa de frustrar Adam. Sendo assim, o homem considera o nascimento do filho de Martha e Jonas o momento da origem, mas ele está errado.

Felizmente, o penúltimo episódio da série Dark nos dá uma visão geral útil de tudo o que perdemos entre décadas, enquanto nossos personagens principais pulavam na linha do tempo.

O Criador HG Tannahaus

Começando com o inventor de viagens no tempo HG Tannhaus, explicando o experimento mental do gato de Schrödinger, que é assim: Um gato é colocado em uma caixa com uma alavanca mantida no lugar por um átomo radioativo e, uma vez que esse átomo se desintegra, o martelo cai e esmaga um frasco de veneno, que mata o gato. Mas porque está acontecendo dentro de uma caixa, longe da observação humana, não sabemos ao certo se o gato está vivo ou morto, a menos que olhemos – até então, o gato existe nos dois estados de possibilidade e apenas observando o experimento, mudamos seu estado.

Certamente, é um pouco de física quântica demais para discutir, dessa forma não vou me incomodar em aprofundar, porque não quero fingir entender de física quântica. Mas é importante saber que as Trevas existem em um multiverso quântico, onde a possibilidade de universos paralelos é de fato uma realidade, e um personagem pode estar vivo em um mundo e morto em outro. É assim que Martha é capaz de resgatar Jonas do apocalipse, viajando da realidade dela para a dele, e é assim que outra personagem principal – Claudia – é capaz de voltar dos mortos e alterar completamente o destino de Winden.

Como Formou-se a Árvore Genealógica de Winden?

O episódio 7 também revela mais sobre a progressão da árvore genealógica interconectada de Winden. Em que Charlotte, filha de Noah e Elisabeth, nasceu depois que o jovem Noah foi enviado adiante no tempo e sobrevive ao apocalipse com Elisabeth. Ficamos sabendo também que o pai de Noah é Bartosz, que havia viajado de volta a 1890 com Jonas, Franziska Doppler e Magnus Nielsen, mais velhos, para ajudar a construir a máquina do tempo.

Além disso, a mãe de Noah é Silja, que havia sido trazida para o século 19 pela mãe de Jonas, Hannah Kahnwald. Portanto, Silja é a filha de Hannah num caso de seu passado com o bisavô de Bartosz, Egon Tiedemann (o que significa que Bartosz tem filhos com sua meia-tia-avó?).

Em 2040, quando Jonas, Claudia e Noah mais velhos estão tentando fazer a máquina de matéria escura funcionar, Claudia também está recebendo conselhos de seu eu alternativo do universo. No entanto, Claudia se mata e finge ser ela quando volta ao Universo 2 e fala com Eva.

Um ano depois, a futura Elisabeth viaja com Charlotte adulta para roubar a bebê Charlotte de seu passado, o que envia Noah em uma missão de volta a 1920, onde conhece Adam. Dessa maneira, o vilão dá o diário de Noah à Claudia e diz para ela encontrar as páginas que faltam (que, se você se lembra, é o que ele estava fazendo durante a primeira temporada).

Cláudia ou Diabo Branco?

Em 2052, a velha Claudia retira as páginas de seu livro e envia Jonas de volta para “destruir o nó” e garantir que seu eu mais jovem faça tudo o que deveria fazer (que também é onde o encontramos na 1ª temporada). Porém, já no Universo 2, Bartosz aparece e entrega a jovem Martha a Eva, que lhe dá sua cicatriz facial, mas no Universo 1, Adam alimenta Martha com a matéria escura, que deveria destruir o nó para sempre, mas não o faz. Assim, ele fica chocado por ainda existir, e ainda mais chocado quando a velha Claudia, também conhecida como “Diabo Branco”, entra.

Por isso, Claudia explica o óbvio para Adam: constantemente tentando garantir que o nó nunca aconteça, entretanto, ele e Eva em seu universo estão de fato forçando o acontecimento do evento. Portanto, tudo é culpa de Adam e Eva, e a “origem” não está em nenhum dos seus mundos – está no primeiro universo, Universo 0, que foi dividido em dois quando HG Tannhaus ligou sua máquina do tempo.

Sendo assim, a única maneira de acabar com o nó é voltar ao universo de origem e impedir que isso aconteça. Pois Tannhaus não construiu sua máquina porque algum viajante do tempo lhe disse: ele a construiu porque estava tentando voltar no tempo e salvar sua família da morte. Claudia explica ainda a Adam que, quando Tannhaus ligou a máquina, por uma fração de segundo, existia um bolso que não era do tempo, uma “brecha”.

O Desfecho do Enigma Quase Impossível

Adam usa a máquina de Claudia para voltar e transportar do Universo 1 Jonas para o Universo 2, para que ele possa salvar Martha de ser entregue a Eva e juntos eles encontrarão a brecha. Então, Jonas viaja com Martha para o universo de origem e eles vão para as cavernas, onde uma porta se abre assim que Tannhaus liga sua máquina.

A princípio, eles se encontram em um universo estrelado, no qual se vêem como crianças, olhando através de suas portas do armário. Porém, são então transportados para o universo de origem e impedem o filho de Tannhaus e sua família de sair da ponte chuvosa. Por fim, Jonas diz a Martha “somos perfeitos um para o outro” enquanto desaparecem no pó.

Depois disso, corta para Hannah, Katharina, Regina, Benni, Torben Wöller e Peter Doppler em um jantar na casa de Kahnwald. E quando a energia acaba, Hannah tem a premonição de um evento apocalíptico que destrói Winden. Assim, os seis brindam a “um mundo sem Winden” e, quando a força elétrica volta, Hannah diz que sempre gostou do nome “Jonas” para o filho ainda não nascido de Wöller.

Mas o que tudo isso significa?

Nesse caso, em uma entrevista recente, os co-criadores Baran bo Odar e Jantje Freise tentaram explicar. “Foi muito importante terminarmos o show num tipo de cena bem normal”, disseram eles. “Entretanto, com todo o conhecimento que o público tem, não parecerá normal”.

E, especialmente, o final dessa cena definitivamente não está terminando em um ponto, mas tendo um ponto e depois recomeçando. E então há um ponto de interrogação, porque adoram filmes ou programas que terminam assim, sem se fechar de fato.

Certamente, em um programa que trata de destino e determinismo, os criadores gostaram da ideia de um final que dê ao público um pouco de escolha. “Nós realmente gostamos de ambivalência”, disse o co-criador Jantje Friese, “e acho que o final é muito ambivalente e, uma vez que você o vê, meio que mostra quem você é. Como você quer que ele termine? Além da possibilidade de escolher se sente feliz ou triste, ou se é agridoce. Está tudo lá, dependendo da sua interpretação”.

Quais São as Perguntas Não Respondidas Após o Final da Série Dark?

A temporada final da série Dark chegou e, embora o final do programa explique muitos de seus mistérios, ainda restam algumas perguntas a serem respondidas. Desse modo, a 3ª temporada da série Dark introduziu um mundo totalmente novo e finalmente quebrou o ciclo que prendeu Jonas e o restante dos personagens em um redemoinho interminável.

Portanto, finalmente os objetivos e métodos de Adam e Eva foram revelados, e os eventos da temporada passada da série Dark foram explicados em detalhes. Mas nem todos os elementos da história tiveram respostas definidas, embora haja bastante material na série para especular o significado deles.

Não é segredo que a série Dark é um programa complexo que exige que o público preste total atenção ao que está acontecendo na tela. Além disso, a série também é preenchida com detalhes e conexões que, às vezes, apenas repetidas visualizações podem revelar. E podem ser desde revirar cada mundo para indicar em qual realidade uma cena está ocorrendo até várias referências mitológicas e bíblicas, por isso, a série Dark recompensa verdadeiramente o tempo que os espectadores investem nela.  

Contudo, momentos nas temporadas anteriores podem definir o destino de certos personagens, e o programa habilmente usa objetos como o caderno e o pingente de São Cristóvão para ajudar o público a acompanhar a cadeia de eventos. Por causa disso, as muitas reviravoltas não parecem acontecer de graça, sendo satisfatórias.

Fim da Terceira Temporada e Terceiro Mundo Explicado

No final da segunda temporada da série Dark, o enredo introduziu outra reviravolta no público: não apenas os personagens puderam viajar no tempo, mas também puderam atravessar mundos diferentes. No entanto, a questão não era apenas quando os eventos estavam acontecendo, mas também em qual realidade estavam ocorrendo.

Portanto, uma nova realidade também significava versões diferentes dos mesmos personagens. Então, na terceira temporada, aprendemos que a segunda versão de Martha passou por uma jornada muito semelhante à de Jonas na primeira temporada. E com a ajuda dele, ela aprende sobre o próximo apocalipse e a máquina do tempo.

No entanto, este não é o caminho para interromper o ciclo. Como mostra o seriado: o que eles sabem é uma gota, enquanto o que não conhecem é um oceano. Dessa forma, é apenas no último episódio da série Dark que os personagens e o público aprendem a verdade.

Mas isso não significa que todas as perguntas foram respondidas e, como a quarta temporada da série Dark parece que não irá acontecer, algumas coisas terão que permanecer um mistério. Por isso, aqui estão as maiores perguntas que se prolongam após o final:

Quem é o pai de Regina?

As árvores genealógicas são um grande negócio no mundo da série Dark. E como todos estão relacionados a alguém, a verdadeira identidade de pais e filhos não é apenas uma curiosidade, mas sim vital para entender a relação e o ciclo do tempo que ligou as famílias de Winden. Por isso, nas temporadas anteriores, havia especulações de que Regina era filha de Tronte com Claudia.

Isso significaria que a existência de Regina estava ligada ao laço, pois Tronte Nielsen é o filho do Desconhecido. Se fosse esse o caso, Claudia nunca teria tentado terminar o ciclo – seu objetivo era garantir a sobrevivência de Regina, mas se ela fizesse parte da família Nielsen, desapareceria assim que o ciclo terminasse.

Qual foi o túnel de luz no final?

Para evitar o experimento de viagem no tempo de Tannhaus, Jonas e Martha atravessam as cavernas de Winden para viajar ao mundo original. No entanto, quando chegam lá, um fluxo de luzes aparece. Então, eles são levados para um túnel de luz que parece não ter fim ou começo. Quando eles se chamam, uma janela para o tempo ou espaço se abre e eles veem versões mais jovens um do outro em suas casas.

Em seguida, as janelas desaparecem e se reencontram. Mas o que é esse estranho túnel? Porque, anteriormente, viajar no tempo usando as cavernas Winden era sinalizado por ventos fortes, sem luzes estranhas, e voltava para o exterior, apenas em uma linha do tempo diferente. Então, onde Martha e Jonas foram?

Se a viagem no tempo é um paradoxo de autoinstrução, como o Tannhaus original a inventou?

Na segunda temporada da série Dark, é revelado que Tannhaus inventou a máquina de viagem no tempo com a ajuda de Claudia e Jonas adulto. Assim, ela deu a ele as plantas necessárias para a construção em 1953. E mais tarde, Jonas fornece a ele o material nuclear necessário para alimentá-la.

Então, a máquina replica o incidente do buraco de minhoca em 1986 que ocorreu na usina nuclear. No entanto, na terceira temporada, aprendemos que a usina nuclear foi construída apenas por causa do Desconhecido (filho de Adam e Eva). Desse modo, ele garantiu as licenças para a construção, o que significa que o prédio faz parte do circuito. Essencialmente, isso representa que a viagem no tempo foi iniciada ou criada por um loop paradoxal do tempo.

O que aconteceu com o olho e o braço de Woller?

Durante as temporadas 1 e 2, Torben Woller desempenhou um papel de apoio no departamento de polícia de Winden, primeiro ajudando Charlotte em sua investigação sobre o desaparecimento de Mikkel e depois Clausen na averiguação pelo paradeiro do irmão. E nas duas temporadas, ele foi visto usando um tapa-olho sobre o olho direito.

Clausen perguntou a ele sobre isso na 2ª temporada da série Dark, mas quando ia explicar – contando uma “história embaraçosa” – uma jovem Claudia passou por eles na estrada, forçando o carro a desviar-se do caminho. Os olhos de Woller nunca foram trazidos à tona novamente, mas na terceira temporada as coisas mudaram.

Como Claudia descobriu a origem do loop?

Esta é talvez a maior questão da 3ª temporada da série Dark. Onde Adam e Eva estão presos para sempre em uma batalha para destruir ou salvar o ponto de origem de seu ciclo. Mas ambos estão errados ao supor que a origem é o filho deles. Claudia, no entanto, consegue descobrir que o nó real está fora do ciclo do tempo.

Assim, no final do último episódio, ela revela a Adam que, para destruir o ciclo do tempo, eles precisam parar o experimento de viagem no tempo de Tannhaus. Mas não está claro como a mulher chegou a essa conclusão, especialmente considerando que também estava presa no mesmo ciclo, destinada a guiar Jonas e sua versão mais jovem em relação aos planos de Adam e Eva. Portanto, se todos sempre estavam destinados a tomar as mesmas decisões, como ela poderia aprender algo novo?

Ela até diz a Adam que é a primeira vez que é capaz de fazer isso, mas tinha que garantir que tudo acontecesse exatamente como sempre acontecia – incluindo sua morte. De fato, isso parece contraditório.

Gostou do artigo? Para conferir outro texto do blog com variadas informações clique aqui.